terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Agente

A gente se engana, se perde.
Engana e perde.
Passa de a gente a agente.
Indivíduo. De uma célula só.

Vereda por caminhos mais atraentes.
Tenta guardar, como personagens de contos,
O caminho de volta.

No fundo sabe que pode voltar.
Mais fundo sabe que pode não.

A gente insiste, luta,
Se engana e se perde.

2 comentários:

Zé Abrão disse...

todo mundo comigo:

"o nosso amor a gente inveeeenta/ pra se dissxtrair"

Mariana Bênia disse...

"E a gente vive junto....
E a gente se dá bem...
Não desejamos mal a QUASE ninguém..."

hahahahaha