terça-feira, 11 de julho de 2017

Love

Love exists 
(and 
it is life.

(it owns you
and eats you.

It is nurture and will
mind and matter,
it is all)


But then it doesn't.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Cântico VI

Tu tens um medo: 
Acabar. 
Não vês que acaba todo o dia. 
Que morres no amor. 
Na tristeza. 
Na dúvida. 
No desejo. 
Que te renovas todo o dia. 
No amor. 
Na tristeza. 
Na dúvida. 
No desejo. 
Que és sempre outro. 
Que és sempre o mesmo. 
Que morrerás por idades imensas. 
Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno.

Cecilia Meireles

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

La Tristesse

Elle dure toujour.

Ou 

plus longtemps que ça devrait,
plus longtemps que j'aimerais.

Elle dure toujour.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Out of place

Being lost can be scary.
It is scary.
It is (like) being

Stuck
Trapped

In the nothing.

"Not all who wander" (can) feel at place.
I like to think I do
yet 
I know I don't.

I feel out of place.
I weep
I sob
I cry till
I dry.

Zero

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Cego

Viver acreditando que
o momento é mundo.
Que isso é tudo.

Que tudo está dentro
desse meu mundo
Que meu mundo é tudo.

Viver sem enxergar.

terça-feira, 24 de março de 2015

Acabou

Minha boca fechou
Secou
Ficou comum

Meus dedos cerraram
Calaram
Tornaram-se nus

Calei
Fiquei zero
Vazio
Vão e
Nenhum

É assim que tudo terminou
E eu que achei que não
Que não findaria
Q'outro seria
Que tudo teria
Que poderia ver

Não pude
Cancelei sem saber
Sem cuidar
Sem assistir
Sem notar
Que comum
Que pouco
Que triste
Que nada
Acabou

sábado, 6 de setembro de 2014

Esse Toque

Beijo você,
sua boca,
seus olhos,
seu desejo.

Beijo seu cheiro, 
seu toque,
esse amor,
meu desejo.

Essa delícia do seu toque.
Beijo você.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Velho

Envelheço e não consigo lutar contra.
Nem vejo que uso dessa velhice. 
Bem poderia ser também maturidade,
Ao contrário, me vejo bobo e menino.

Que são esses sábios? 
Como chegaram aí?
Serenidade que tanto admiro, tanto busco
Ainda assim, tanto me foge.

domingo, 9 de março de 2014

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Poesia

(ao seu coração)

You always stay. No matter what.
None of them are like this.
None of them are like you.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

sábado, 2 de junho de 2012

Reason

"There's a reason why I said I'd be happy alone. It wasn't because I thought I'd be happy alone. It was because I thought if I loved someone and then it fell apart I might not make it. It's easier to be alone. It's easier to be alone because what if you learn you need love and then you don't have it? What if you like it? And lean on it? What if you shape your life around it and then it falls apart? Can you even survive that kind of pain? Losing love is like organ damage, it's like dying. The only difference is death ends. This? It could go on forever."

Meredith Grey
Grey's Anatomy Season 7 Episode 22

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A Arte de Perder

A arte de perder não é nenhum mistério;
Tantas coisas contêm em si o acidente
De perde-las, quer perder não é nada sério.

Perca um pouquinho a cada dia. Aceite, austero,
A chave perdida, a hora gasta tolamente.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Depois perca mais rápido, com mais critério:
Lugares, nomes, a escala subsequente
Da viagem não feita. Nada disso é sério.

Perdi o relógio de mamãe. Ah! E nem quero
Lembrar a perda de três casas excelentes.
A arte de perder não é nenhum mistério

Perdi duas cidades lindas. E um império
Que era meu, dois rios e mais um continente.
Tenho saudade deles, mas não é nada sério.

- Mesmo perder você (a voz risonha que
eu amo) não muda nada. É evidente que 
a arte de perder não é tão difícil de aprender
embora possa parecer bastante séria.

Elizabeth Bishop, 4 de novembro de 1975.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

sábado, 14 de janeiro de 2012

Post-it

Como acontece a alguém que fita o sol dourado,
e vê depois em tudo o círculo encarnado,
tal eu, quando não estás é o meu sol posto,
vejo, em tudo que vejo, o brilho do teu rosto.


Cyrano de Bergerac

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

sábado, 26 de novembro de 2011

Calados

E por não mais saber o que dizer,
Os dedos se calam.
Assim como os olhos,
ouvidos
e coração.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Desgosto

Antes do resplendor d'um ciclo fim
Surge com seus agouros
E desgostos o
contrariante
Mês de
agosto.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Julio

Agora escrevo pássaros.
Não os vejo chegar, não escolho,
de repente estão aí,
um bando de palavras
a pousar
uma
por
uma
nos arames da página,
entre chilreios e bicadas, chuva de asas,
e eu sem pão para dar, tão somente
deixo-os vir. Talvez
seja isto uma
árvore
ou, quem sabe,
o amor.

Cortázar

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Poeta

Quem dera fosse eu um poeta.
Poderia falar com certeza
Sobre dicotomias malditas,
Sobre sentimentos irmãos,
Sobre fortunas acompanhadas,
Sobre esses que não se separam
Sobre meu destino diário.
Sobre Amor e Dor.

Quem dera fosse eu um poeta!


Poderia falar com primor
E com eficiência atrair
Todos os ouvidos,
E olhos, 
E almas,
E corações.

domingo, 17 de julho de 2011

Fix You

When you try your best but you don't succeed
When you get what you want but not what you need
When you feel so tired but you can't sleep
Stuck in reverse

And the tears come streaming down your face
When you lose something you can't replace
When you love someone but it goes to waste
Could it be worse?

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

And high up or down below
When you're too in love to let it go
But if you never try you'll never know
Just what you're worth

Coldplay - Fix You