sábado, 26 de novembro de 2011

Calados

E por não mais saber o que dizer,
Os dedos se calam.
Assim como os olhos,
ouvidos
e coração.