segunda-feira, 25 de abril de 2011

Difícil Ofício

Pareço querer distanciar evidências
Mascarar algo tão latente
Tão ali.
Tão todos os dias.
Incansável desejo,
Incansável necessidade.

Existem os estepes
Que podem funcionar bem
Num prazo determinadíssimo.
Muito limitado.
Fica só a falta, a necessidade.
E como grita-la?
Para quem?
De que jeito?

Ofício maldito esse meu!
Pudera simplesmente deixar a máscara cair.
Pudera tão somente mostrar
Todas essas expressões.

Mas não posso, 
Meu difícil ofício não o permite.

Um comentário:

Zé Abrão disse...

porra, eu tô nessa onda aí também