segunda-feira, 13 de junho de 2011

Pessoa

Sim, sei bem
Que nunca serei alguém.
Sei de sobra,
Que nunca terei uma obra.
Sei, enfim,
Que nunca saberei de mim.
Sim, mas agora,
Enquanto dura esta hora,
Este luar, estes ramos,
Esta paz em que estamos,
Deixem-me crer
O que nunca poderei ser.

3 comentários:

Adriano disse...

hey... muito bom esse... se acreditarmos em nós mesmos, com certeza, um dia seremos...

Fran Rodrigues disse...

Belíssimo, Lucas! Sempre melhor.

W. Cris ") disse...

Pessimista não??