quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Update

Páginas desatualizadas pela ausência de palavras 
que o hoje impõe ao ignorante em suas questões.
Esferas cheias, mas num reino diferente 
daquele que em outrora soberano foi.
Nova aurora não assusta quem sempre temeroso 
esteve de que, diferente, fosse se machucar.
Não mais cansado se encontra ele que 
agora no inesperado descansa em ficar.
Surpreso por perceber que fingir não precisa
junto a quem se encontra a arte praticar.
Pondera frente à possibilidade de encarar
o que sempre diferente face em sua jornada portou.

2 comentários:

Lara Neves disse...

Tenho medo da gente às vezes.

Zeka Viola disse...

volto a te ler, mesmo q pouco entenda, gosto da forma com q dizes e do conteúdo q é dito.